terça-feira, 30 de março de 2010

A Necessidade da Fraqueza


(II Corintios 12:10) - Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.

Hoje eu queria falar sobre algo que me toca bastante nessa vida, algo que tem fortalecido o meu interior de uma maneira extraordinária. Esse princípio que Paulo recebeu de Deus como uma resposta ao seu sofrimento. Quando a nossa fraqueza se torna poderosa nas mãos de Deus todos os limites que nos impede de alcançar aquilo que desejamos vem abaixo. Mas antes, de falarmos sobre isso vamos entender porque Deus permite que o homem que vive em sua presença fraqueje e se frustre algumas vezes na sua vida cristã.
 
Primeiramente nós precisamos voltar no início de tudo lá no Livro de Gênesis no capítulo 1 ao 3 nós vemos que Deus criou o homem a sua imagem e semelhança e depois o colocou em um jardim totalmente preparado para a sua realização. Nós sabemos que o Éden era um lugar especial na presença de Deus. Em (Gênesis 2:8) - E plantou o SENHOR Deus um jardim no Éden, do lado oriental; e pôs ali o homem que tinha formado. (Grifo meu) podemos entender que o jardim foi posto dentro do Éden um lugar onde a presença de Deus trazia deleite, prazer, satisfação, realização para o homem. Deus criou o homem para ser totalmente dependente de sua presença, tudo o que o homem fazia naquele lugar Deus se agradava. A alegria do Senhor era ver o homem se satisfazer na sua presença, por isso o homem foi feito para viver sempre na presença de Deus. Mesmo depois da queda Deus amou tanto o homem que não permitiu que essa criação ficassem sem o seu suprimento de vida e nos deu várias formas da Sua grande e gloriosa presença. Desde o velho testamento até a vinda de Jesus Deus visitou e supriu o seu povo mantendo-os na sua presença e segurança.

No entanto, enquanto o homem não compreende que depende de Deus para viver ele sempre viverá frustrado em sua vida. Quando Cristo nos trouxe a luz do Seu evangelho Ele nos esclareceu e nos deu uma nova vida Nele salvos e guardados novamente na presença poderosa de Seu Pai. Deus nos restaurou a Sua presença novamente com livre acesso à Ele (Hebreus 10:19) - Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus,
(Hebreus 10:20) - Pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne,
(Hebreus 10:21) - E tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus,
(Hebreus 10:22) - Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa,
(Hebreus 10:23) - Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu.
 
Porém, mesmo com livre acesso ao Pai e toda a sua maravilhosa glória nós fracassamos em andar na Sua presença, porque?

Por que não conseguimos nos manter totalmente ligados à Ele durante 24 horas todos os dias da nossa vida?

Por que nos machucamos com as coisas da vida que nos cercam e tiram alegria de viver?

Por que não nos sentimos fortes e poderosos o tempo todo nesse mundo?

Aonde está a satisfação e a realização que Deus tem nos dado Nele?

São tantas perguntas que às vezes nos tiram o sono e até a esperança de servir à Deus, que nos fazem desistir de que existe felicidade e alegria nessa vida mesmo servindo a Jesus. 

Agora vamos receber do Senhor uma sabedoria que vem do alto, uma sabedoria que vem direto de Deus e não do conhecimento e da filosofia humana. Jesus Cristo nos falou algo importantíssimo no livro de João, (João 15:5) - Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. O Senhor Jesus reafirmou que nós somos totalmente dependentes Dele para fazermos as coisas na vida. Aqui começa o segredo da felicidade e da alegria da vida cristã. O cristão que entender esse princípio nunca mais será abatido pelas circunstâncias da vida. Tudo o que fizermos nessa vida será julgado no tribunal de Cristo na Glória eterna, e somente aquilo que for feito por meio de Cristo em nossas vidas isso será aprovado em 2 Coríntios 3:12-15 nós temos a base para essa afirmação.

O Senhor nos permite fracassarmos, nos frustrarmos, entristecermos para que saibamos que dependemos Dele para tudo nessa vida. Para que entendamos que a nossa alegria tem que está Nele. E que Ele é o motivo das nossas vidas, Ele é a nossa alegria e satisfação, Ele é o nosso tesouro escondido, Ele é a nossa plenitude, o nosso socorro, a nossa fortaleza, Ele é tudo na nossa vida, tudo, tudo, tudo. Quando o homem sente-se poderoso, eficaz, independente e livre para fazer o que bem entender. O Diabo aproveita-se do fator “EGO” para retirar a glória que pertence a Deus e frustra o homem. Por isso, o Senhor permite que nós venhamos a fraquejar nessa vida para podermos sempre nos voltarmos ao Seu amor e a Sua misericórdia até o dia em que Ele volte e nos livre do corpo dessa morte que habita em nós.

Mesmo na nossa fraqueza Ele se aperfeiçoa e nos faz forte novamente, porque assim podemos devolver a glória que pertence a Ele e recebermos a sua Alegria nos nossos corações. Assim, podemos passar por qualquer que seja a circunstância nessa vida que sempre seremos preenchidos pela alegria do Espírito de Deus nos mantendo firmes na presença de Deus. Precisamos de Jesus pra tudo nessa vida, não desanime quando você achar que não tem mais jeito pra sua vida.
Jesus está de braços abertos para te fortalecer e te levantar como um vencedor que triunfa por causa do Seu sangue derramado naquela cruz que nos garante a vitória.

O maior tesouro do homem é JESUS porque Ele nos renova todos os dias.

(II Corintios 4:7) - Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós.
(II Corintios 4:8) - Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados.
(II Corintios 4:9) - Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos;

Sempre espere no Senhor e creia Nele porque Ele é fiel e justo pra te abençoar.

(II Corintios 4:16) - Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia.
(II Corintios 4:17) - Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente;
(II Corintios 4:18) - Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.

A Paz do Senhor seja com todos !!!!

2 comentários:

Blog do Jordanny Silva disse...

Não enterre o dom que Deus te deu não, manim... O texto tá muito bom... muito bom mesmo... e tu sabe que eu sou enjoado com essas coisas... bem, de qualquer modo, eu sou suspeito pra falar (rsss)... Tô aguardando mais postagens...

Pr. Marcos Crecchi disse...

Esse texto é de grande relevância espiritual, fiquem na graça e amor do eterno amém.